09/10/2023 às 13h17min - Atualizada em 09/10/2023 às 13h17min

Em nota, PM diz que soldado preso por matar uma mulher a tiros estava com sinais de embriaguez

TNH1
https://www.tnh1.com.br
Rosineide da Costa Silva, conhecida como Neide, tinha 53 anos | Foto: Reprodução

O policial militar preso em flagrante, suspeito de matar uma mulher no bairro Cidade Universitária, em Maceió, "apresentava sinais visíveis de embriaguez" no momento da prisão, segundo informou em nota a Polícia Militar (PM), que rechaçou a conduta do soldado, dizendo não compactuar com o desvio de nenhum dos membros da corporação.

O PM preso tem 35 anos e foi levado à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) ainda nesse  domingo (08), mas logo em seguida foi transferido para o Presídio Militar e deve passar por audiência de custódia na manhã desta segunda-feira (9).

A vítima do crime foi identificada como Rosineide da Costa Silva, de 53 anos. Ela foi morta depois de supostamente tentar parar uma situação de assédio praticada pelo soldado contra a sobrinha dela.

Segundo informações iniciais, o PM foi convidado por um vizinho de Rosineide para uma bebedeira no Conjunto Residencial Jardim Royal. Lá, conforme informações de testemunhas, ele tentou se relacionar com a sobrinha da vítima, contra a vontade dela, momento em que Rosineide tentou intervir, sendo morta a tiros.

Leia a nota da Polícia Militar na íntegra:

A Polícia Militar de Alagoas vem a público, com profundo pesar, lamentar o ocorrido no domingo (9), no bairro Cidade Universitária, em Maceió, que resultou no falecimento da senhora Neide Costa. O comandante-geral, coronel Paulo Amorim, presta as mais sinceras condolências à família da vítima.

A Corporação esclarece ainda que desde o primeiro momento que soube do ocorrido tem acompanhado o caso diligentemente. O caso foi acompanhado pelas equipes do 12º Batalhão de Polícia Militar. A guarnição Fox 4 foi a primeira a chegar ao local do crime e socorreu a vítima ferida à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no mesmo bairro – onde, infelizmente, veio a falecer. Prontamente, a equipe de Força Tática da unidade iniciou as buscas pelo suspeito. No momento da prisão, o autor apresentava sinais visíveis de embriaguez.

Paralelamente ao processo judiciário, a PM, por meio de sua Corregedoria-Geral, irá realizar os procedimentos cabíveis rigorosos de acordo com o Regulamento de Disciplina da Polícia Militar de Alagoas, pois a nossa Corporação PMAL não compactua com o desvio de conduta de nenhum dos seus membros.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp