25/09/2023 às 14h41min - Atualizada em 25/09/2023 às 14h41min

O deputado delegado (?): Apesar da lacração, Fábio Costa tinha 40% mais de homicídios em sua gestão na DHPP

Retórica

Assessoria
https://www.cadaminuto.com.br
Reprodução redes sociais


Os números da redução da violência em Alagoas faz do governo Paulo Dantas o mais bem-sucedido no combate à criminalidade em toda a história do Estado. Só em agosto deste ano, Alagoas teve 65% menos crimes violentos que no ano 2012, na gestão Téo Vilela, quando passou-se a contar de forma oficial.

Ainda assim, há quem busque confundir a população com vídeos de violência pontuais para um Estado de 3 milhões de alagoanos e 27 mil quilômetros quadrados de território. É o caso lamentável do deputado delegado Fábio Costa.

Depois de vê-lo algumas vezes criando pânico nas redes sociais, fui pesquisar como era a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que ele dirigia entre agosto de 2016 e agosto de 2017 e comparar com a atual gestão de combate aos homicidas.

No mês de agosto de 2016, foram 39 homicídios na gestão Fábio Costa. Já em 2023, foram 23. Ou seja, houve uma redução de 42% dos homicídios desde que o nobre deputado sensacionalista saiu.

Se analisarmos o período de um ano, sob a guarda vigilante deste destemido delegado, foram 615 homicídios que ele não conseguiu evitar mesmo gravando cada cena de seu trabalho para uso eleitoreiro. No mesmo período, de agosto de 2022 a agosto de 2023, foram 395 assassinatos. Uma redução de 36% desses crimes. Este excelente trabalho, das mulheres e homens da Polícia Civil na atual gestão da delegacia de Homicídios, mostra que, quando se mostra empenho para diminuir os índices de criminalidade, o resultado vem. Sem exibição, sem heróis solitários, sem justiceiros, sem excessos, sem tirar roupa de ninguém e sem tentar desacreditar o trabalho bem feito desses verdadeiros servidores públicos.


Por: Assessoria

A gestão Paulo Dantas convocou mais de mil policiais militares e centenas de policiais civis, penais, científicos e bombeiros militares, além de promover 547 bombeiros militares e 526 policiais militares. Entre junho e dezembro de 2022 foram entregues 11 Centros Integrados de Segurança Pública (Cisps) e 2.759 pistolas glock, para as forças de segurança do Estado. Foram mais de 400 munições, 2.500 coletes balísticos e 146 conjuntos de aproximação para o Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas. Isso fez de Alagoas o Estado que mais reduziu a violência nesta décadas. Sabemos que em termos de Segurança Pública não tem mágica e que ainda precisamos melhorar os números. O trabalho segue para que cheguemos a salvar mais vidas.

No entanto, não é causando no Instagram que se reduz a violência. Esses só atrapalham, na verdade. O deputado delegado (?) Fábio Costa deveria reconhecer que como delegado não conseguiu conter o derramento de sangue. Deveria valorizar o trabalho competente desenvolvido pelos próprios colegas de profissão.

O delegado Fábio Costa erra no tempo. A escalada da violência existia sob seu comando. Agora resta que ele se preocupe com o seu trabalho em Brasília, pois Alagoas precisa que ele e os demais oito deputados federais lutem por melhorias para nosso Estado e não fiquem aqui buscando crimes isolados para lacrar nas redes sociais.


Artigo de opinião de autoria de Silvio Camelo


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp