14/08/2023 às 19h40min - Atualizada em 14/08/2023 às 19h40min

PRF demite policiais rodoviários envolvidos na morte de Genivaldo Santos em 'câmara de gás'

Três agentes abordaram o homem por estar sem capacete, colocaram-no em um porta-malas e dispararam gás lacrimogênio

BRASÍLIA | Hellen Leite, do R7, em Brasília
https://noticias.r7.com
Reprodução
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, informou nesta segunda-feira (14) que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) demitiu os três policiais rodoviários federais que causaram a morte por asfixia de Genivaldo de Jesus Santos ao prendê-lo no porta-malas de uma viatura e disparar gás lacrimogênio em grande quantidade dentro do veículo. A ação dos policiais foi durante uma abordagem em Sergipe. O chefe da pasta também afirmou que mandou revisar a doutrina e os manuais da PRF para "aprimorar tais instrumentos, eliminando eventuais falhas e lacunas".
"Não queremos que policiais morram em confrontos ou ilegalmente matem pessoas. Estamos trabalhando com Estados, a sociedade civil e as corporações para apoiar os bons procedimentos e afastar aqueles que não cumprem a Lei, melhorando a Segurança de todos", escreveu Dino em uma rede social.
 
Vídeo mostra homem preso em viatura da PRF sob efeito de gás


A abordagem que resultou na morte ocorreu porque a vítima trafegava de moto sem usar capacete em um trecho da BR-101, em Umbaúba, no interior de Sergipe.

William de Barros Noia, Kleber Nascimento Freitas e Paulo Rodolpho Lima Nascimento foram denunciados pelos crimes de tortura, abuso de autoridade e homicídio qualificado. Em 10 de janeiro, a Justiça Federal em Sergipe determinou que os três sejam submetidos a júri popular. Entretanto, o MPF (Ministério Público Federal) e a defesa de cada um dos agentes entraram com recursos.

A causa da morte de Genivaldo foi asfixia mecânica, em razão do alto volume de gás concentrado no porta-malas, onde ele foi colocado e de onde foi impedido de sair pelos policiais.



Família de homem morto em abordagem da PRF em Umbaúba (SE) pede justiça por Genivaldo

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp