09/06/2023 às 11h43min - Atualizada em 09/06/2023 às 11h43min

Suspeito de mandar matar casal e encomendar outros homicídios em Rio Largo é preso

TNH1
https://www.tnh1.com.br
José Fernando e Franciele foram baleados e morreram em abril de 2023 | Reprodução
O homem identificado como Cristian da Silva Honda, 45 anos, suspeito de mandar matar um casal e encomendar outros homicídios no município de Rio Largo, na Grande Maceió, foi preso após uma operação conjunta entre a Polícia Civil e a Polícia Militar. A informação foi divulgada pelo delegado Igor Diego, coordenador da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), na manhã desta sexta-feira, 09.
 

O suspeito de 30 anos foi apontado como o mandante do duplo homicídio que vitimou Franciele da Silva dos Santos, e o esposo dela, José Fernando Matias da Silva, no Conjunto Mutirão, no dia 22 de abril de 2023. Horas antes da morte do casal, um outro homicídio foi registrado na Rua São João, também encomendado por Cristian. Um adolescente foi apreendido pela polícia no dia seguinte dos crimes e confessou ter atirado no casal. Desde então, o homem de 45 anos estava foragido. 

De acordo com a investigação, Cristian seria responsável por diversos homicídios na cidade da região metropolitana. Inclusive, nos assassinatos ocorridos em abril, ele teria fornecido a arma de fogo para o criminoso que tirou a vida do casal. 

"Ele é um dos chefes do tráfico de drogas nas localidades dos homicídios e teria ordenado os crimes porque as vítimas estavam vendendo drogas sem a sua permissão. É um indivíduo de alta periculosidade que já responde por seis homicídios na cidade de Rio Largo, além de tráfico de drogas e outros crimes", disse o delegado.

"Depois de todo um trabalho investigativo, representei por sua prisão que foi decretada pela 3ª Vara Criminal de Rio Largo. Ele foi preso e levado para a DEIC para a realização dos procedimentos legais", continuou Igor Diego ao destacar que o homem foi localizado na última quarta-feira. 

Cristian já foi submetido a uma audiência de custódia e não teve a liberdade concedida pela Justiça de Alagoas. Ele foi encaminhado ao Sistema Prisional de Alagoas e vai aguardar o processo em regime fechado.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp