12/06/2024 às 21h18min - Atualizada em 12/06/2024 às 21h18min

Inércia de JHC e a Agonia das Famílias: A Crise dos Cemitérios em Maceió

Sepultamentos nos Cemitérios Públicos de Maceió demora mais de 24 horas

Redação
Por: Agência de Notícias
Reprodução / Montagem publicanews.com.br
A crise nos cemitérios públicos de Maceió, onde os sepultamentos estão atrasando além do prazo de 24 horas, reflete a falta de ação da gestão do prefeito JHC. A principal queixa recebida pela Defensoria Pública Estadual é a indisponibilidade de jazigos, que está causando enorme sofrimento às famílias.

Embora em abril deste ano tenha havido uma breve melhora, com a prefeitura conseguindo liberar 300 vagas remanescentes da Diocese de Maceió, os atrasos voltaram a ocorrer. As famílias estão enfrentando uma espera angustiante e desumana para sepultar seus entes queridos, muitas vezes ultrapassando o prazo aceitável.

Críticas têm sido direcionadas à gestão de JHC pela sua inércia em relação ao projeto de lei que permite a construção de cemitérios verticais em Maceió. Esta medida, se implementada, aumentaria significativamente a capacidade de sepultamento, aliviando a superlotação atual e proporcionando um pouco mais de dignidade às famílias em luto.

A inação do prefeito em relação à lei, já aprovada pelos vereadores, é alarmante. Os cemitérios verticais permitiriam que até seis pessoas fossem sepultadas no espaço atualmente utilizado para um único corpo, prevenindo a superlotação e a repetição da crise atual.

Cortesia

A prefeitura anunciou a aquisição de um terreno próximo ao cemitério São Luiz para expandir o espaço disponível. Contudo, sem a implementação da lei para cemitérios verticais, essa expansão pode rapidamente se tornar insuficiente, resultando em uma nova crise de espaço e afetando principalmente a população mais carente, que depende dos cemitérios públicos.

É urgente que a administração pública tome medidas eficazes e de longo prazo para resolver essa situação. A exumação de corpos para abrir novas vagas é uma solução temporária e não resolve o problema estrutural. Soluções definitivas são necessárias para evitar a repetição dos mesmos erros e garantir dignidade às famílias em momentos de perda. A inércia do prefeito JHC em relação a esta questão é inaceitável e precisa ser abordada com seriedade.

Cortesia

Por: Agência de Notícias
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp