05/06/2023 às 20h28min - Atualizada em 05/06/2023 às 20h28min

Irmãos presos por matar jovens em canavial são suspeitos da morte de técnica de enfermagem

Theo Chaves
https://www.tnh1.com.br
Reprodução

A morte da técnica de enfermagem Maria Feijó da Silva está sendo investigada como crime de homicídio e a Polícia Civil de Alagoas já tem os possíveis suspeitos de cometerem o crime. As informações são da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A principal linha de investigação aponta que os três irmãos presos, suspeitos de sequestrar quatro jovens e matar três deles em um canavial próximo à Avenida Cachoeira do Meirim, no Bairro Beneditos Bentes, em abril deste ano, teriam envolvimento com a morte de Maria Feijó. A prisão do trio aconteceu no último dia 05 de maio, em um terminal rodoviário de Arapiraca.

"O crime é tratado como homicídio e já temos uma linha de investigação. Os principais suspeitos de envolvimento com o assassinato da técnica de enfermagem já estão presos. Eles são suspeitos de sequestrar e assassinar três jovens em um canavial próximo à Avenida Cachoeira do Meirim, no Benedito Bentes, na parte alta de Maceió. Esses três suspeitos, que são irmãos, foram presos em um terminal rodoviário de Arapiraca há um mês", disse o delegado Arthur César, que está à frente das investigações, em entrevista ao TNH1, nesta segunda-feira (05).

No final do mês de abril, a Polícia Civil chegou a afirmar que o triplo homicídio ocorrido depois do sequestro pode ter sido motivado por uma vingança após uma suposta agressão contra uma mulher, cometida pelas vítimas. Os assassinos seriam "parceiros de crime" dos dois adolescentes e do adulto que foram executados no canavial e não teriam gostado da briga que teria acontecido entre os jovens e uma mulher.

A Polícia Civil, no entanto, não confirma se essa mulher seria, de fato, a técnica de enfermagem Maria Feijó. Sobre a motivação para o crime, o delegado disse que as circunstâncias da morte dela ainda serão apuradas pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). "Ainda não temos uma linha que aponte o que teria motivado o crime. Isso tudo ainda será investigado pela DHPP. Esses suspeitos também têm envolvimentos com outros crimes na mesma região onde a técnica de enfermagem havia desaparecido", completou o delegado.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp