25/04/2024 às 10h13min - Atualizada em 25/04/2024 às 10h13min

Governador entrega ambulâncias e confirma construção da nova sede do Samu em Maceió

As novas viaturas fazem parte dos investimentos realizados pelo Governo do Estado na rede pública de saúde, por meio do programa Salva Mais Alagoas

Carlos Victor Costa / Agência Alagoas
https://alagoas.al.gov.br
As unidades móveis serão distribuídas para atender a população da Central de Maceió localizada na I Macrorregião de Alagoas Edvan Ferreira / Agência Alagoas

O governador Paulo Dantas realizou, nesta quarta-feira (24), a entrega de quatorze ambulâncias ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). As novas viaturas fazem parte dos investimentos realizados pelo Governo do Estado na rede pública de saúde, por meio do programa Salva Mais Alagoas. Elas são fruto de um contrato de locação, com investimento do Tesouro Estadual, da ordem de R$ 224 mil mensais. Durante a solenidade, o governador confirmou a construção da nova sede da instituição, no bairro do Trapiche da Barra, em Maceió.

 

As unidades móveis serão distribuídas para atender a população da Central de Maceió, que é responsável por coordenar 16 bases descentralizadas, localizadas na I Macrorregião de Alagoas em União dos Palmares, Viçosa, São Miguel dos Campos, Porto Calvo, Coruripe, Joaquim Gomes, São Luiz do Quitunde, Maragogi, Teotônio Vilela, Rio Largo, Murici, Marechal Deodoro, Barra de Santo Antônio, Colônia Leopoldina, São Miguel dos Milagres e Atalaia. Alagoas dispõe atualmente de 35 bases descentralizadas que atendem todos os 102 municípios alagoanos, além de duas Centrais de Regulação em Maceió e Arapiraca.

“Uma entrega muito importante, que cria ainda mais condições para que o Samu, o Corpo de Bombeiros e a Secretaria da Saúde (Sesau) salvem mais vidas de maneira célere, dando toda a condição e logística para que o cidadão tenha a sua saúde restabelecida. Essas 14 ambulâncias também proporcionam 70 postos de trabalho, o que vai fazer com que mais profissionais da saúde estejam à disposição da sociedade alagoana. O Salva Mais Alagoas é  muito exitoso, e também conta com helicópteros e avião. Esses equipamentos já possibilitaram buscarmos pacientes em várias partes do estado de Alagoas e também de outras regiões do nosso país”, disse Paulo Dantas

“Nós temos o Ambulatório de Endometriose, nós temos o Alagoas Transplanta, o Bate-Coração e o AVC Dá Sinais. Todos esses programas precisam trabalhar integrados e conectados com o Samu, com o Corpo de Bombeiros, para que essas pessoas cheguem ao atendimento de maneira célere e ágil, porque, quando isso acontece, a probabilidade da sua saúde ser restaurada aumenta exponencialmente. Então, o Samu tem um papel central e fundamental nessa integração, nessa política transversal, que será uma prioridade na nossa gestão e, junto com todo o Governo do Estado criaremos as condições adequadas para os profissionais e para o povo alagoano”, acrescentou o governador.

Paulo Dantas reafirmou o compromisso de construir uma nova sede do Samu em Maceió. “No final do ano passado, estive lá na sede do Samu, aqui em Maceió, em uma sede que está precisando ser totalmente renovada, requalificada, ou melhor, temos que reconstruir uma sede novinha para os profissionais do Samu, porque aquela sede ali está em condições precárias. A Braskem tem um compromisso de resolver isso, mas nós temos que resolver independente da Braskem e acionar ela na Justiça para cobrar o ressarcimento dos investimentos que foram feitos e construirmos uma sede nova para o Samu. Eu tenho a obrigação e o compromisso de, até o ano de 2025, entregarmos essa sede novinha em folha”, reforçou.

Para a coordenadora-geral do Samu, a enfermeira Beatriz Santana, essa chegada das viaturas representa um ganho para a qualidade no atendimento da população. “Vamos chegar mais rapidamente à pessoa que precisa. Porque, quem está necessitando não pode esperar. É um ganho de saúde, de qualidade, fazer com que os programas do governo funcionem de forma mais rápida. Então, o Samu é primordial, o Samu é saúde, é vida”.

 

A secretária executiva de Vigilância em Saúde da Sesau, Thalyne Araújo, que representou o secretário Gustavo Pontes no evento, destacou que a chegada das novas ambulâncias vai ampliar ainda mais a rede de atenção à saúde. “O Corpo de Bombeiros e o Samu, que já prestam um serviço de qualidade e excelência, com essas aquisições vão ampliar e trazer um serviço mais célere para o nosso estado”.

 

A coordenadora do Programa Salva Mais, tenente-coronel Elaine Monteiro, destacou que o atendimento pré-hospitalar faz parte da rede de atenção de urgência do estado e é uma rede que precisa ser fortalecida. Ela lembrou que dentro desse fortalecimento, o programa atinge mais uma etapa com a entrega das ambulâncias.

“Já tivemos as aeronaves, que foram entregues e estamos salvando vidas, levando o estado de Alagoas a outros estados, buscando muito mais excelência e qualidade de vida da população. E agora essas 14 ambulâncias que vêm a ser um instrumento de cuidado e atenção. Não é só um veículo. As 14 ambulâncias representam a decisão entre a vida e a morte de uma pessoa”.

Para o comandante-geral do CBMAL, coronel Sérgio Verçosa, o Governo está quebrando um paradigma, que é justamente aperfeiçoar recursos e fazer com que eles se transformem em salvamento. Ele lembrou quando precisou dos serviços do Samu para salvar a vida de sua família.

“Em 2014, fui socorrido por um serviço integrado. Eu capotei com o meu carro, junto com minha esposa e filhos, e fomos salvos pelo serviço Aeromédico. A minha esposa teve um trauma de crânio e, prontamente, num lugar ermo, quando vi aquele helicóptero descendo a colina e salvando a minha esposa e os meus filhos, pude entender o que é um programa integrado de salvamento. Porque a população, o ser humano que precisa de um salvamento, ele não quer saber quem vai salvar, ele quer ser salvo. O Corpo de Bombeiros está totalmente integrado em estabelecer práticas, e as melhores práticas possíveis para que o cidadão, na ponta, seja salvo”.

O deputado estadual Alexandre Ayres e ex-secretário de Saúde do estado, também fez um testemunho da importância dos serviços do Samu em Alagoas. Ele lembrou o período da pandemia do coronavírus e o que foi feito pelos profissionais da saúde para salvar vidas.

“Quero destacar a importância desse serviço, no momento do enfrentamento à Covid-19. Como esses profissionais de saúde foram importantes naquele início, quando ninguém sabia de absolutamente nada, quando a gente não sabia o tamanho do bicho que a gente ia enfrentar, quando o Governo de Alagoas, por meio da Sesau, ainda não tinha adquirido os equipamentos, os EPIs necessários para que os profissionais pudessem ir à casa do cidadão, aos hospitais, às UPAs transportar aqueles pacientes, por vezes já confirmados, outras vezes ainda suspeitos”, disse Ayres.

“Em nenhum momento, naquele período, nos dois anos que fiquei lutando contra a Covid-19 ao lado de vocês, nos três anos como secretário, eu nunca vi nenhum servidor do Samu dizer que não ia trabalhar porque a ambulância estava com defeito, dizer que não ia trabalhar porque não tinha equipamento. Todos os momentos, os servidores do Samu nos encorajaram para que a gente pudesse lutar pela vida do cidadão e da cidadã alagoana. E finalizo aqui, lembrando para quem é mais antigo, a Operação Alagoas, quando recebemos 38 cidadãos e cidadãs do Amazonas, que foram salvos pelos servidores da rede estadual de saúde. A grande maioria desses cidadãos voltou para o seio dos seus familiares. Então, se têm duas palavras que definem aqui, cada servidor, cada servidora,  são gratidão e orgulho. Obrigado, servidores do Samu, pelo que vocês fazem pela população alagoana”, finalizou o deputado.


Edvan Ferreira / Agência Alagoas


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp