23/04/2024 às 21h28min - Atualizada em 23/04/2024 às 21h28min

'CASA DE MÂE JOANA': Após investir na Beija-Flor do Rio, JHC prejudica Educação de Maceió e afeta AL

Redação
Agência de Notícias
Reprodução // deolhoalagoas
O maior investimento da gestão do prefeito João Henrique Caldas, o JHC (PL), foi na escola de samba Beija-Flor, no Rio de Janeiro. A agremiação recebeu R$ 8 milhões dos cofres públicos de Maceió para patrocinar um desfile de pouco mais de uma hora na Marquês de Sapucaí. Apesar do alto investimento, a escola ficou apenas em oitavo lugar no carnaval carioca e quase foi rebaixada.

Enquanto isso, a educação de Maceió sofre. Pela primeira vez na história, a rede municipal registra a segunda queda consecutiva no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). 

A gestão de JHC será lembrada como a primeira que investiu em uma escola de samba no Rio e a única que rebaixou o Ideb tanto nos anos iniciais quanto nos finais do ensino fundamental em Maceió, fases educacionais de responsabilidade municipal. O ensino médio é de competência dos governos estaduais.
Em 2021, já sob a gestão de JHC, a nota do Ideb de Maceió para os anos finais caiu de 4,2 para 4,1 em relação a 2019. Nos anos iniciais, a queda foi ainda mais acentuada, passando de 5,3 para 4,9 no mesmo período.

No primeiro ano de gestão, Maceió aumentou a distância entre a nota e a meta projetada do Ideb. Em 2019, a meta para os anos finais era 4,3 e Maceió obteve 4,2, ficando apenas 0,1 abaixo da meta. Já em 2021, a diferença aumentou para 0,4 no Ideb, que tinha uma meta de 4,5 para Maceió, enquanto a nota alcançada foi de 4,1.
Nos anos iniciais, a meta para essa faixa era 5,1 em 2019, e Maceió obteve 5,3, superando a meta em 0,2. Em 2021, com a queda para 4,9, a diferença aumentou para a meta do Ideb, que era de 5,4 naquele ano, resultando em 0,5 negativo.

Durante entrevista coletiva nesta segunda-feira, o governador Paulo Dantas e o deputado Federal Rafael Brito lamentaram que a capital Maceió tenha obtido uma nota abaixo da média estadual, impactando negativamente o desempenho geral do estado. 

"Infelizmente, Maceió não acompanhou a média do Estado e ficou abaixo. Se o desempenho fosse melhor, com certeza nossa média teria sido ainda mais alta," lamentou o governador.

Rafael Brito reforçou que a educação deve ser prioridade para todos os gestores, pois reflete em diversos outros índices sociais e econômicos. "É triste ver que Maceió não alcançou a média estadual. Precisamos modificar nossa política de investimentos em educação para garantir melhores resultados," concluiu.

Por: Agência de Notícias / Redação

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp