16/04/2024 às 16h18min - Atualizada em 16/04/2024 às 16h18min

BRASIL: Jovens que estavam desaparecidas são encontradas mortas em menos de uma semana no CE

g1 Ceará |
https://www.tnh1.com.br
Reprodução

Quatro jovens, entre elas duas primas, que estavam desaparecidas nas cidades de Tianguá e Itarema, no interior do Ceará, foram encontradas mortas, com marcas de violência nesta quarta-feira (10) e na última sexta-feira (5).

Veja os nomes e as idades das vítimas:

  • Eveline Souza Mendes, de 18 anos;
  • Marina Nascimento Souza, prima de Eveline, de 15 anos;
  • Ana Vitória, sem idade informada;
  • Júlia Rafaela, de 17 anos.

Conforme familiares, Eveline e a prima Marina sumiram no mesmo dia, em Tianguá, e os corpos foram encontrados juntos na zona rural. Antes disso, a polícia já havia localizado o corpo de Ana Vitória, que estava desaparecida há mais de uma semana no mesmo município.

Já o desaparecimento de Júlia Rafaela ocorreu em Itarema. Parentes informaram que a jovem saiu de casa para ir a uma praia e não manteve mais contato.

Primas mortas

Segundo os familiares das duas jovens, Eveline e Marina desapareceram no dia 1º de abril, em Tianguá, em circunstâncias diferentes.

A primeira teria sido abordada por um casal na Rua Adalto Dasmaceno, no Bairro Santo Antônio, que a teria levado até um mototáxi, que saiu com a jovem. No mesmo dia, Marina sumiu após deixar a casa do namorado no Bairro Córrego, também em um mototáxi.

Após nove dias de buscas, a polícia localizou nesta quarta-feira os corpos das duas primas enterrados em uma cova no Sítio Caracol, zona rural de Tianguá. As vítimas estavam com marcas de tortura e uma delas tinha uma corda presa no pescoço.

A Secretaria da Segurança Pública disse que somente após o laudo da Perícia Forense (Pefoce) será possível determinar as causas das mortes das jovens.

Dois adolescentes, ambos de 15 anos, foram capturados por suspeita de participação na morte das primas e de uma terceira pessoa, todas ocorrida no município. Os suspeitos foram conduzidos para a Delegacia Regional de Tianguá, onde um ato infracional análogo ao crime de homicídio foi registrado contra eles.

Decapitada

Ana Vitória desapareceu em Tianguá no dia 23 de março, após ser levada da casa da namorada por dois homens, conforme relatos de testemunhas.

O corpo dela foi localizado na última sexta-feira (5), nas proximidades de um campo de futebol. A vítima teve a cabeça decapitada e apresentava várias lesões pelo corpo.

De acordo com a Secretaria da Segurança, o caso está a cargo da Delegacia Regional de Tianguá, que segue com as investigações em andamento para elucidar o crime.

Morta após saída para praia

Já Júlia Rafaela, de 17 anos, desapareceu no último domingo (7), após sair de casa, no Loteamento Novo, na cidade de Itarema, para ir à praia. Desde então, ela não retornou e a família não conseguiu mais contato.

O corpo da adolescente foi encontrado na manhã desta quarta-feira, na zona rural do município de Acaraú, cidade vizinha a que ela morava.

A vítima apresentava marcas de tiros no corpo. A Delegacia Regional de Acaraú é a unidade que apura o caso.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp