13/04/2024 às 20h03min - Atualizada em 13/04/2024 às 20h03min

Terceira Guerra? Irã ataca Israel com drones, dizem militares israelenses

Forças de Defesa de Israel informam que seguem ameaça aérea, que leveará horas para chegar ao território do país; Casa Branca confirma ataque

Por Iara Vidal
https://revistaforum.com.br
Créditos: Fotomontagem (Wikimedia Commons) - Israel comunica que Irã lançou drones contra seu território.- Benjamin Netanyahu e Ali Khamenei,
Os militares israelenses comunicaram na tarde deste sábado (13) que o Irã lançou drones de seu território em direção a Israel, no que é considerada uma retaliação a um ataque aéreo israelense mortal no início de abril no complexo da embaixada iraniana em Damasco, capital síria.
 
Um porta-voz militar disse que as forças israelenses estavam seguindo a ameaça aérea, que levaria algumas horas para chegar.
 
A ação do Irã no sábado ocorre após uma semana de diplomacia e relatórios contraditórios sobre até que ponto Teerã iria em resposta ao ataque de Damasco, e se correria o risco de uma guerra aberta na região com Israel.
 
Casa Branca se movimenta

A Casa Branca confirmou que o Irã lançou um ataque contra Israel e prometeu ajudar Israel a defender-se. O presidente Joe Biden acabou antecipando o fim da  folga de fim de semana em sua casa de férias em Delaware para retornar à Casa Branca e se reunir com sua equipe de segurança nacional, informa o The New York Times.
 
A porta-voz do Conselho de Segurança Nacional dos EUA, Adrienne Watson, usou o X para confirmar o ataque.
 
"O Irã iniciou um ataque aéreo contra Israel. O presidente Biden é regularmente atualizado sobre a situação pela sua equipa de segurança nacional e reunir-se-á com eles esta tarde na Casa Branca.
 
Ela disse ainda que a Casa Branca está em constante comunicação com autoridades israelitas, bem como com outros parceiros e aliados
 
“É provável que este ataque se desenvolva durante algumas horas. O presidente Biden foi claro: o nosso apoio à segurança de Israel é inflexível. Os Estados Unidos estarão ao lado do povo de Israel e apoiarão a sua defesa contra estas ameaças do Irã,” escreveu
 
Altos funcionários iranianos e comandantes militares comprometeram-se a retaliar desde o ataque aéreo israelense em Damasco, em no dia 1 de abril . Sete oficiais iranianos, incluindo três comandantes de topo, foram mortos no ataque, incitando os votos iranianos de vingar as mortes.
 
“Faremos com que se arrependam deste crime e de crimes semelhantes, com a ajuda de Deus”, declarou o aiatolá Ali Khamenei, líder supremo do Irã, que também é comandante-em-chefe das forças armadas, um dia após o ataque.
 

Na quarta-feira (10), Khamenei repetiu a ameaça, dizendo que Israel “será punido”, o que levou as autoridades israelenses a prometerem uma resposta militar em caso de ataque.
 
Alerta máximo mundo afora

Os Estados Unidos, Israel e o Irã colocaram os seus militares em alerta máximo após o ataque em Damasco, de acordo com autoridades militares, e esta semana o chefe do Comando Central dos EUA viajou para Israel em antecipação a um possível ataque iraniano. A questão não era tanto se o Irão retaliaria, mas quando e como.
 
Analistas consideram que o objetivo de qualquer resposta iraniana seria tentar dissuadir Israel de mais assassinatos. Mas qualquer uma das potenciais opções de retaliação do Irã acarretava grandes riscos.
 
Os militares israelenses afirmaram neste sábado que todas as escolas seriam fechadas em todo o país e as reuniões de mais de mil pessoas seriam limitadas. Os militares disseram que as restrições entrariam em vigor a partir das 23h. Sábado, horário local, e dura até 23h da próxima segunda-feira (15).

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp