21/03/2024 às 14h41min - Atualizada em 21/03/2024 às 14h41min

'Tapa na cara de nós mulheres', diz Leila Pereira sobre casos Robinho e Daniel Alves

Atual chefe de delegação da Seleção comentou que 'ninguém [da CBF] fala nada', mas que acha importante o posicionamento

Redação Terra
https://www.terra.com.br
Leila Pereira falou sobre os desafios de ser única mulher na direção do futebol brasileiro Foto: Reprodução/Facebook/LeilaPereiraConselheira
A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) não se pronunciou publicamente sobre os casos de Robinho e Daniel Alves, condenados por estupro. Mas Leila Pereira, presidente do Palmeiras e chefe de delegação da Seleção Brasileira, não ficou quieta sobre a situação. "Isso é um tapa na cara de todas nós mulheres", frisou, em entrevista ao UOL.

Leila está atuando como chefe da delegação da Seleção Brasileira na Inglaterra. Em Londres, nesta quinta-feira, 21, ela foi questionada se as condenações de Daniel Alves e Robinho são assunto entre a equipe e se posicionou.
"Ninguém fala nada, mas eu, como mulher aqui na chefia da delegação, tenho que me posicionar sobre os casos do Robinho e Daniel Alves. Isso é um tapa na cara de todas nós mulheres, especialmente o caso do Daniel Alves, que pagou pela liberdade. Acho importante eu me posicionar. Cada caso de impunidade é a semente do crime seguinte", disse, na íntegra.

Reprodução

Robinho foi condenado em todas as instâncias, na Itália, pelo crime de estupro cometido contra uma mulher albanesa em uma boate em Milão. Nesta quarta-feira, 20, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) homologou a sentença italiana e determinou a prisão imediata dele aqui no Brasil. A defesa recorreu da decisão e solicitar que o ex-jogador aguarde a conclusão dos recursos em liberdade.  

Já no caso de Daniel Alves, a Justiça espanhola aceitou o pedido de sua liberdade provisória nesta quarta-feira, 20, sob fiança de 1 milhão de euros (cerca de R$ 5,4 milhões). O jogador está preso desde janeiro de 2023 e foi condenado a quatro anos e meio de prisão por agressão sexual.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp