11/03/2024 às 10h32min - Atualizada em 11/03/2024 às 10h32min

Mulher é presa em Maceió por dar mais de 20 facadas na cuidadora da mãe e a matar por vingança

TNH1 com Ascom PC - AL
https://www.tnh1.com.br
Ascom PC-AL

Uma mulher, de 48 anos, que estava foragida por matar a cuidadora da própria mãe com mais de 20 facadas, foi presa por policiais civis do Núcleo de Investigação Especial (NIESP) no bairro de Santa Lúcia, em Maceió, e agora vai responder pelo crime de homicídio qualificado. A informação foi divulgada pela assessoria da Polícia Civil (PC) na manhã desta segunda-feira, 11, três dias depois da captura.

A investigação mostra que o assassinato foi praticado em outubro de 2013, no Sítio Peri-Peri, zona rural de Tanque D´Arca. Na ocasião, a jovem cuidadora, de 25 anos, identificada como Francisca Paula da Silva de Assis, foi executada com requintes de crueldade, com 23 golpes de arma branca.

A motivação, segundo a polícia, foi uma vingança, já que a cuidadora percebeu que a assassina cometia furtos dentro da casa da mãe, a idosa identificada como Maria José, como também fez desfalques na conta bancária dela.

"A presa chegou a sacar de uma só vez, a quantia de R$ 4 mil da conta da mãe, fato que motivou a cuidadora a convencer a senhora a acompanhá-la até a agência bancária, local onde teriam acesso às imagens das câmeras de vigilância. Porém, antes mesmo de ocorrer o deslocamento, a autora dos furtos, ou seja, a própria filha da idosa confessou a prática dos crimes e devolveu o cartão da mãe, nutrindo a partir daquele momento, o sentimento de ódio em face da jovem cuidadora", informou a polícia. 

Ainda de acordo com a PC, o corpo de Francisca foi jogado em uma área de mata, próximo da estrada vicinal de barro, no caminho da casa dela, e a mulher de 48 anos contou com a ajuda do companheiro.

 

Mulher indicou local do corpo para a família da vítima  - A cuidadora estava voltando da escola para casa, desacompanhada, quando foi abordada pela filha da idosa e pelo companheiro dela. A vítima chegou a lutar com a mulher antes de ser morta. No dia seguinte ao homicídio, a assassina e o companheiro, chegaram a participar das buscas pelo corpo da vítima, indicando para a mãe de Francisca onde a família deveria procurar, sendo ali localizado o corpo.

"O casal criminoso chegou a ser preso pela Polícia Civil, permanecendo a filha da vítima cerca de um ano e 11 meses no Sistema Prisional, contudo quando posta em liberdade pela Justiça, desapareceu, buscando mudar de endereço e contato telefônico com frequência", destacou a polícia. 

Condenação da mulher e morte do companheiro - A mulher foi condenada pelo Tribunal do Júri a pena de 20 anos de prisão. Já o companheiro dela faleceu naturalmente tempos depois do crime. A idosa, que era cuidada por Francisca, também morreu.

"A equipe policial do NIESP passou os últimos dois meses empenhados em investigar, localizar e capturar a foragida, a qual foi conduzida, na noite da sexta (08), para Central de Flagrantes de Maceió, sendo pós-audiência de custódia, apresentada novamente ao Sistema prisional de Alagoas", finalizou a PC.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp