03/03/2024 às 12h57min - Atualizada em 03/03/2024 às 12h57min

SAÚDE: Irritabilidade, cansaço físico e até o comprometimento dos órgãos: médica nefrologista explica como a desidratação pode afetar o organismo humano

Por Cristovão Santos e Leonardo Leão*
https://www.cadaminuto.com
Reprodução

Responsável por cumprir papel fundamental na qualidade de vida da população, a ausência de água no organismo pode levar a complicações significativas em nosso corpo, como por exemplo, a insuficiência renal aguda. Esses problemas podem se tornar ainda mais sérios com o avanço da idade, já que o índice de líquido no organismo diminui, a desidratação ocorre de forma mais recorrente.

Em entrevista ao Cada Minuto, a médica nefrologista, Claudia Alves, explica que dentre as consequências que a desidratação provoca em nosso corpo, a depender da gravidade, os rins e o coração são os órgãos que podem ser atingidos mais rapidamente, e explicou a diferença entre a desidratação leve e a aguda.

"A desidratação pode comprometer todos os órgãos, a depender da gravidade, os que são atingidos mais rapidamente são os rins e o coração, podendo chegar a insuficiência renal aguda, arritmia cardíaca e até levar a morte. Considera-se desidratação grave quando existe a perda de 10 a 15% da água da água corporal total, que corresponde a cerca de 50 a 70% do nosso peso", detalha Claudia, que acrescentou:

"Desidratação leve a moderada podem causar sintomas que muitas vezes as pessoas não relacionam a hidratação inadequada, como: cansaço físico, fraqueza, dificuldade de concentração, irritabilidade, constipação intestinal (prisão de ventre), dor de cabeça, mal hálito, ardor ao urinar devido a urina muito concentrada; sensação de fome, quando na verdade é sede", completou.

Outras bebidas saudáveis também são fortes aliadas na hidratação do corpo, como explica a médica nefrologista, Claudia Alves. Em entrevista ao Cada Minuto, ela conta que “a água deve ser sua preferência para a hidratação, seja ela natural, mineral ou com gás. O importante é ter o hábito de beber água”.

Ela reforça ainda que “outros líquidos podem fazer parte da sua hidratação diária como complemento: chás (não diuréticos), água de coco; frutas ricas em água como melancia, melão e outras”.

Entretanto, a médica orienta que é preciso evitar alguns tipos de sucos, visando manter seu corpo sempre saudável.

“Evite sucos, mesmos os naturais, pois tem muito açúcar (mesmo que seja só o da fruta) e não tem fibras. Eu sempre digo a meus pacientes: coma as frutas ao invés de bebê-las”, afirma Claudia.


Cláudia Alves - Ascom Uncisal 
 

Confira abaixo, a entrevista na íntegra:

1. Quais são os sintomas mais comuns que indicam a desidratação do corpo/organismo?

“Os mais frequentes são a sede, aumento da temperatura corporal, mal estar, diminuição da quantidade de urina e também ela se torna mais escura (amarelo escura ou alaranjada).”

2. Quais grupos populacionais têm maior risco de sofrer com a desidratação?

“Os extremos de idade:  crianças e idosos são os que mais facilmente desidratam. Mas pessoas que ficam expostas muitas horas do dia a altas temperaturas também sofrem com desidratação em diferentes graus, como trabalhadores da lavoura, padeiros, cozinheiros, ambulantes. Todas essas pessoas precisam estar atenta hidratação ao longo do dia.”

3. Quais os benefícios de manter-se hidratado para a saúde geral?

“Sabendo que metade ou 60% do nosso corpo é composto de água, fica fácil entender que precisamos dela para que o corpo funcione adequadamente. Estar bem hidratado fará com que todos os seus órgãos funcionem melhor. Você se sente mais bem disposto, melhora a digestão e o intestino, mantém a temperatura corporal normal, rins filtrando adequadamente e eliminando o excesso de toxinas. É tão importante que o ser humano não sobrevive mais que três dias sem ingerir nenhum líquido.”

4. Quais sinais de alerta de desidratação grave que requerem atenção médica imediata?

“Aumento da temperatura corporal, podendo chegar até a febre. Taquicardia; diminuição do volume urinário; tontura; confusão mental, sonolência, dificuldade respiratória são alguns sinais e sintomas de um quadro grave de desidratação.”

5. Existem complicações associadas à desidratação que as pessoas geralmente desconhecem?

“Todas as que falei anteriormente, muitas vezes as pessoas não costumam associar a desidratação, não imaginam que muitos de seus incômodos se resolveriam com alguns litros a mais de água todos os dias. Uma maneira simples de ter ideia se esta ou não satisfatoriamente hidratado é olhar a cor do seu xixi. Uma urina bem clara a transparente é sinal de que o corpo está com água suficiente; uma urina amarelo escura ou alaranjada deve ser um sinal de alerta para você ingerir mais água. Se não existe nenhuma condição medica que te impeça de tomar líquidos, capriche na sua hidratação; sua saúde agradece.”

*Estagiários, sob supervisão da editoria


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp