16/02/2024 às 14h34min - Atualizada em 16/02/2024 às 14h34min

Filho de Bolsonaro é indiciado por falsidade ideológica e lavagem de dinheiro

História de Rafaela Freitas
https://www.msn.com
©©Foto: Agência Brasil
 
  • Jair Renan Bolsonaro, o filho do ex-presidente Jair Bolsonaro, está sendo processado pelo Banco Santander.

Jair Renan Bolsonaro, filho do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), foi indiciado por falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

Foi a Polícia Civil do Distrito Federal que confirmou, nessa quinta-feira, a conclusão do inquérito vinculado à Operação Nexum, deflagrada em agosto do ano passado, para investigar um possível esquema de fraudes, estelionato, falsificação de documentos, sonegação fiscal e lavagem de dinheiro. O caso envolve Renan e o seu instrutor de tiro, Maciel Alves.

Polícia Federal vai na casa de Bolsonaro em Angra para apreender passaporte

Polícia Federal vai na casa de Bolsonaro em Angra para apreender passaporte


Polícia Federal vai na casa de Bolsonaro em Angra para apreender passaporte ©Foto: Agência Brasil

De acordo com a Polícia, ao final da investigação, cujos detalhes estão sob sigilo, tanto Jair Renan quanto Maciel Alves foram formalmente acusados pelos crimes de falsidade ideológica, uso de documento falso e lavagem de dinheiro. O relatório final foi encaminhado ao Poder Judiciário no dia 8 de fevereiro, informou a corporação. Agora, cabe ao Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) analisar o caso e decidir se oferece denúncia contra ambos para que se instaure um processo penal na Justiça.

Ainda no ano passado, foi realizada uma operação policial de busca e apreensão contra os acusados. O inquérito apontava, de acordo com os investigadores, “para a existência de uma associação criminosa cuja estratégia para obter indevida vantagem econômica passa pela inserção de um terceiro, ‘testa de ferro’ ou ‘laranja’, para se ocultar o verdadeiro proprietário das empresas de fachada ou empresas ‘fantasmas’, utilizadas pelo alvo principal e seus comparsas”. A Operação Nexum foi conduzida pelo Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Decor) da Polícia Civil do DF.

Caso o pagamento não seja realizado, o filho 04 do ex-presidente corre o risco de ter suas contas bancárias bloqueadas e seus bens penhorados.

Caso o pagamento não seja realizado, o filho 04 do ex-presidente corre o risco de ter suas contas bancárias bloqueadas e seus bens penhorados.


©Foto Instagram

Caso o pagamento não seja realizado, o filho 04 do ex-presidente corre o risco de ter suas contas bancárias bloqueadas e seus bens penhorados.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp