11/02/2024 às 16h14min - Atualizada em 11/02/2024 às 16h14min

Clube acusa a própria torcida de atos racistas durante a Copa do Nordeste

Extra Online
https://www.tnh1.com.br
Foto: Divulgação

O Maranhão Atlético Clube divulgou uma nota em que afirma que um de seus jogadores foi alvo de atos racistas. Os insultos teriam acontecido neste sábado, após a derrota do time para o Náutico, durante a Copa do Nordeste. Segundo o clube, o zagueiro Leone Barros foi a vítima.

A partida aconteceu no Castelão e foi a primeira derrota do Maranhão na temporada. Após falhas, o zagueiro, segundo próprio contou, foi chamado de “macaco” por torcedores do próprio time quando foi substituído.

“Não ao racismo, torcedor paga seu ingresso tem sua opinião e pode falar o que quiser, só não ‘boa tirou esse macaco’. Futebol não se ressume a isso. E o piroque que partiu da torcida do seu próprio time”, postou o jogador em uma rede social.

Em comunicado, o Maranhão afirmou que "é inaceitável que ainda sejamos confrontados com atos de racismo, em especial, em um ambiente que deveria ser de respeito mútuo e inclusão".


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp