11/12/2023 às 16h41min - Atualizada em 11/12/2023 às 16h41min

Motorista de aplicativo agride e tenta assaltar casal gay, em Maceió

Eberth Lins
https://www.tnh1.com.br
Após agressões, jovens precisaram de atendimento médico | Foto: Cortesia ao TNH1

A noite de festa deu espaço para uma madrugada de terror aos namorados T. S.S. e L. G.S., de 26 e 25 anos, respectivamente, que denunciaram ter sido espancados por um motorista de aplicativo nesta sexta-feira (08). Entre os muitos ferimentos, um dos jovens teve o nariz quebrado, enquanto o outro foi jogado no chão e sofreu um grande corte nos lábios, o que lhe rendeu 17 pontos durante socorro na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do Benedito Bentes.

Ao TNH1, T.S.S contou que as agressões aconteceram durante a corrida, que partiu de um bar no Conjunto Village Campestre, no Cidade Universitária, e tinha como destino o bairro Benedito Bentes.

"Nós fomos comemorar o aniversário de um amigo do meu companheiro, estava super agradável. Quando terminou a comemoração, decidimos chamar um carro por aplicativo. No exato momento que entramos no carro, meu namorado percebeu que o motorista não era o mesmo da foto. Ele [o motorista] disse que era o primo dele o cadastrado e nós seguimos a viagem normalmente até que ele perguntou se éramos um casal. Ele [ o motorista] perguntou se fazíamos sexo com outras pessoas, dissemos que não, que estávamos de boa e que só queríamos chegar em casa, mas a partir daí as coisas mudaram", detalhou o jovem que trabalha como supervisor de operações.


Cortesia

Antes das agressões, segundo T.S.S., o motorista desviou a rota e ainda tentou roubar os bens dele e do namorado, que é técnico de enfermagem. "Um pouco mais a frente ele desvia da rota, nos leva para uma rua esquisita e diz: vocês vão descer aqui mesmo. Tentou tomar a minha bolsa, que tinha carteira, celular. Ele saiu do carro e partiu direto para cima de mim, puxou minha bolsa, rasgou minha camisa. Muitos socos e murros na cara. Meu namorado tentou nos defender, quando levou um soco no rosto, caiu para trás e bateu com a cabeça no asfalto", detalhou.

Após o episódio, o casal buscou atendimento na UPA do Benedito Bentes e registrou as agressões na Central de Flagrantes, no bairro Pinheiro. O TNH1 tentou contato com a 99, empresa responsável pelo aplicativo de transporte, mas não conseguiu retorno até a publicação desta matéria.


Cortesia


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp