28/11/2023 às 19h59min - Atualizada em 28/11/2023 às 19h59min

Suspeitos de matar reeducando em escola de Maceió são identificados

Vítima tinha 40 anos e cumpria pena no regime semiaberto; ele tinha passagens pelo crime de tráfico de drogas

Hebert Borges
https://www.gazetaweb.com
Assassinato aconteceu na porta da Escola Estadual Fernandes Lima - Reprodução
A polícia já identificou os suspeitos de assassinar um reeducando dentro de uma escola estadual, na manhã desta terça-feira (28), no bairro São Jorge, em Maceió. Agora, as equipes trabalham para localizar e prender os autores do crime.
 

De acordo com a investigação, o reeducando, um homem de 40 anos, que foi atingido por oito disparos, cumpria pena no regime semiaberto. Ele tinha duas passagens pelo crime de tráfico de drogas, o que pode ter motivado o homicídio desta terça (28).

A polícia informou que a vítima estava jurada de morte por um outro criminoso da região. Imagens das câmeras de segurança da instituição de ensino foram coletadas.

Em nota, o Governo de Alagoas informou que lamenta a morte do reeducando, que estava no programa de reinserção social.

Confira nota na íntegra

O Governo de Alagoas lamenta a morte de um reeducando participante de um programa de reinserção social, numa escola em Maceió. Elaborado em parceria com o Poder Judiciário e com grande êxito nacional, o programa prevê o trabalho itinerante e supervisionado de reeducandos em serviços de capinagem e pintura, fora do horário escolar e sem qualquer contato com alunos, profissionais da Educação ou membros da comunidade. Há quatro anos o programa seguia sem nenhuma intercorrência. A Polícia Civil já investiga o crime.

O CRIME

O assassinato aconteceu na porta da Escola Estadual Fernandes Lima, no bairro São Jorge. Na ação criminosa, um porteiro da unidade também ficou ferido e foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ele foi levado para o Hospital Geral do Estado (HGE).

A vítima prestava serviço em escolas públicas por meio de um convênio entre a Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) e a Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

No momento, nenhum aluno estava presente no local, pois o trabalho realizado pelos reeducandos acontece antes do horário das aulas. O corpo foi periciado pelo Instituto de Criminalística (IC) e recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML).


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp