22/11/2023 às 15h01min - Atualizada em 22/11/2023 às 15h01min

Prefeitura de Maceió esquece periferia e trabalhadores e crianças dividem espaço com animais em meio ao lixo

Redação
Por: Agência de Notícias
Cortesia
O acúmulo de lixo vem causando revolta na população de bairros da periferia de Maceió. Crianças brincam em meio à “montanhas de sujeira” e catadores disputam espaço com porcos em busca da próxima refeição. 

Desempregada, Jennifer Beatriz, de 22 anos, mora na Avenida Senador Rui Palmeira, às margens da Lagoa Mundaú, e reclama da sujeira em frente a sua residência, se questionando o porque a Prefeitura de Maceió não “olha” para os bairros mais pobres. 

‘’O lixo incomoda todo mundo e o prefeito não tem a coragem de mandar o povo limpar a praça que as crianças brincam, não tem um brinquedo bom, não tem nada. Mas o pior ainda é o lixo que incomoda todos. É porco, cachorro morto, é gato e a prefeitura não faz a parte dela’’, desabafou. 

Ainda no desabafo, ela diz que “os gestores só estão na Pajuçara, Ponta Verde, mas no Vergel o povo é esquecido”. 


Os tapumes que separam as obras ainda não concluídas do residencial Parque da Lagoa, que abriga moradores da antiga Favela Sururu de Capote, que ocupava, desordenadamente, a região da beira da lagoa, agora são paredes para “montanhas de lixo”. Nelas, homens e porcos fazem uma disputa, cada um à sua maneira, pela próxima refeição.


No Vale do Reginaldo, a situação é semelhante, só que desta vez, crianças brincavam ao redor do lixo. 

Luciana Ramos, de 44 anos, pasteleira no bairro, diz que perdeu parte da clientela por conta do lixo presente em frente ao seu local de trabalho. 

‘’Os clientes chegam aqui e está o fedor, ontem mesmo tinha até galinha e outros animais mortos. Os coletores retiram o lixo um dia sim, ou outro não. Tudo bem que é essencial que a população faça a sua parte, mas a prefeitura tem de colaborar’’, aponta. 

Uma das clientes da pastelaria, Valdete Ferreira, de 54 anos, é amiga de Luciana e estava presente na ocasião, quando fez questão de falar com a reportagem e informar que o local é ‘’horrível e fede muito’’. 

‘’O problema é recorrente, aqui a gente vê as crianças brincando perto do lixo, e os riscos de doenças por aqui aumentam. A prefeitura não está agindo corretamente, é necessário a retirada do lixo todos os dias’’, lamentou.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp