06/11/2023 às 14h53min - Atualizada em 06/11/2023 às 14h53min

Justiça de AL acata denúncia contra quatro militares acusados de matar jovem durante abordagem

JUSTIÇA

Por Raíssa França
https://www.cadaminuto.com.br

A Justiça de Alagoas acatou a denúncia do Ministério Público do estado contra quatro militares envolvidos na morte de Wanderson Sabino de Oliveira, 26 anos. A decisão foi do juiz Yulli Roter Maia.

Segundo informações do inquérito policial, Wanderson estava no dia 12 de fevereiro de 2020, no bairro do Petrópolis, quando foi assassinado, através de disparos de arma de fogo, pelos denunciados. Ele estava em uma motocicleta na companhia do primo.

No dia do crime, a vítima saiu de sua casa por volta da 20h30min, em uma motocicleta com seu primo, um adolescente de 16 anos na garupa. Na ocasião, foram buscar a chave de um apartamento de um amigo para alugar.  

Durante o percurso, receberam de uma viatura da Polícia Militar voz de comando para parar e por as mãos na cabeça, ordem que foi atendida pela vítima e pelo garupa, e na ocasião em que os mesmos puseram as mãos na cabeça, a viatura da Polícia Militar emparelhou com a motocicleta, e em ato contínuo, os denunciados efetuaram disparos de arma de fogo que levaram a vítima a óbito.  

O magistrado acatou a decisão, mas recusou a prisão preventiva. "Destaque-se, para tanto, que o homicídio teria ocorrido em fevereiro de 2020 e que a denúncia foi oferecida apenas em agosto de 2023. Há, entre os marcos temporais, prazo superior a 3 anos, que afasta qualquer contemporaneidade da prisão", disse o juiz.

No entanto, ele impôs restrições aos militares, proibindo-os de deixar o estado sem autorização prévia, de se aproximar de 300 metros dos familiares da vítima e das testemunhas do processo.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp