21/10/2023 às 20h32min - Atualizada em 21/10/2023 às 20h32min

Suspeito de atirar em PMs estava com pistola .40 e resistiu à prisão

Suspeito resistiu a ação da polícia em prendê-lo e acabou vindo a óbito durante o confronto com as guarnições

Greyce Bernardino
https://www.gazetaweb.com
Nota foi divulgada neste sábado

A Polícia Militar de Alagoas (PM/AL), por meio de nota, neste sábado (21), informou que o suspeito morto durante uma troca de tiros com militares estava com uma pistola calibre .40 e teria resistido à prisão, em ocorrência registrada nessa sexta-feira (20), no Benedito Bentes, na parte alta de Maceió. A ação também deixou dois PMs feridos.

"O suspeito resistiu a ação da polícia em prendê-lo e acabou vindo a óbito durante o confronto com as guarnições, que revidaram a injusta agressão. Com ele, foi apreendido uma pistola calibre .40 com dois carregadores alongados adaptados e diversas munições deflagradas", diz trecho da nota.

Durante o confronto, dois militares foram atingidos por tiros: o comandante do 5º BPM, major Luciano, que foi atingido na parte interna da coxa, e o 2º sargento Ailton, atingido na mão. Os PMs foram socorridos à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Tabuleiro do Martins e, em seguida, transferidos ao Hospital Geral do Estado (HGE).

Major Luciano, no entanto, recebeu alta médica neste sábado (21). "O major, que é comandante do 5° BPM, recebeu alta médica e já está em casa. Ele foi atingido por um tiro na perna, mas não comprometeu vasos. Ele foi avaliado e liberado. Já o sargento, atingido pelo disparo na mão direita, passou por uma cirurgia na madrugada para reconstituição do polegar. Ele passa bem, está em recuperação e continua internado no HGE", informou o Comando Geral da Polícia Militar.

Por fim, a nota da PM destaca que o comandante-geral da Corporação, coronel Paulo Amorim, assim que soube do ocorrido, dirigiu-se à UPA do Tabuleiro do Martins para prestar apoio devido aos militares feridos e a seus familiares, e permaneceu acompanhando pessoalmente a transferência dos pacientes ao HGE.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp