18/10/2023 às 20h12min - Atualizada em 18/10/2023 às 20h12min

VERSÃO: Empresário que atropelou casal de PMs em Arapiraca se apresenta à polícia e é liberado

TNH1
https://www.tnh1.com.br
Foto: Reprodução

O condutor da caminhonete que atropelou um casal de PMs, no último sábado (14), em um trecho da AL-220, em Arapiraca, no Agreste de Alagoas, se apresentou à polícia na noite dessa última terça-feira (17). A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação da Polícia Civil de Alagoas. O atropelamento acabou matando a policial identificada como Cibely Barboza Soares, de 31 anos, e deixou o marido dela em estado grave. 

De acordo a Polícia Civil de Alagoas, o condutor, que seria um empresário local, se apresentou na Central de Polícia de Arapiraca, na presença de um advogado. Durante depoimento, o homem, que não teve a identidade divulgada, negou o uso de bebidas alcoólicas e disse que não viu os ciclistas. Em seguida, ele foi liberado.

Ainda segundo as PC-AL, testemunhas devem prestar depoimento ainda nesta semana. A investigação também aguarda laudos da perícia feita no local do atropelamento. 

Caro conduzido por empresário era de outra pessoa -  Em entrevista à TV Pajuçara, nessa terça-feira, o delegado Edberg Sobral, que está à frente das investigações, disse que o proprietário do veículo entrou em contato com a polícia para informar que o carro dele estava com outra pessoa. Segundo o delegado, o condutor do veículo seria um empresário de Arapiraca.

"Nesse domingo (15), um dia após após o atropelamento, identificamos o condutor. Ele não é o proprietário do veículo, inclusive o proprietário do carro ligou para a polícia para informar essa situação. De imediato, durante as investigações, conseguimos identificar o condutor. A partir de agora serão realizadas oitivas e vamos ouvir testemunhas, além de colher o depoimento desse condutor", explicou Sobral.

Sobre um possível indiciamento do motorista do veículo, Sobral disse que a conduta do suspeito deve corroborar por um provável indiciamento. "Incialmente, o que será feito é diferenciar se trata de um homicídio culposo ou doloso, o que pode influenciar em uma possível pena. O que vamos avaliar e repercutir é a conduta desse motorista. Ele ingeriu bebidas alcoólicas, dirigiu em uma velocidade excessiva, atropelou duas pessoas em uma faixa de acostamento e se evadiu do local sem prestar socorro. Isso tudo será materializado pela investigação e pode acarretar em um possível homicídio doloso", completou o delegado. 

Vídeo flagrou atropelamento - Imagens de uma circuito de segurança flagraram o momento do atropelamento do casal de PMs. No vídeo (veja abaixo), Cibely e a outra vítima, o marido dela, aparecem praticando ciclismo às margens da AL-220, quando uma caminhonete, de cor preta, atinge o casal. 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://publicanews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp